Canon com o adapter 35mm

Pequena que faz miséria. Vinda diretamente do Canadá para o COXIA.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Carta com Remetente

[a benção]
Comentei muito de você nesses últimos dias
Talvez foi a saudade que bateu ligeira
devastando todo o esquecimento
fazendo-me lembrar
recordar de quando chegava do trabalho
da maneira que me chamava
do orgulho que sentira ao me ver pela primeira vez no palco
das incansáveis vezes que disse ao mundo
“esse meniiiino…”
alongando “nino” e sem nunca completá-la
hoje, eu entendo
Teria orgulho de mim?
Pois aprendi a dirigir sozinho, você não estava do meu lado
Comprei meu carro, como sempre falei
Cheguei a idade adulta
E não me viu passar no vestibular
Não me viu cantar
E nem estava aqui quando eu voltei do outro lado do mundo
Quando sangrei por dentro,
quando ri até fazer xixi nas calças,
Quando deixei a tua casa para tentar a minha
E a benção…
você dormiu, pai, antes de eu lhe pedir…
[pra sempre, até um dia]
a benção pai.

(Adriano Veríssimo)

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Nem sempre os olhos enxergam o coração.

[Foto por Tatiane Karendyerk]

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

A todo o vapor

 

A Produção está a todo o vapor. Liderada por Mayara Medeiros, os detalhes já tomam formas.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

The Soloist

Baseado na história de Nathaniel Ayers o filme O SOLISTA faz parte da pesquisa indicada pelo diretor (Emerson Fernandes) para o ator (Adriano Veríssimo).

Obs. No video acima, o verdadeiro Nathaniel num programa de televisão americano.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

COXIA

 

Coxia

coxia
co.xi.a
sf (ital corsia) 1 Passagem estreita entre duas fileiras de bancos, de ramas ou de outros objetos. 2 Náut Prancha, em certas embarcações, para dar passagem da proa à popa. 3 Náut ant Ponte móvel que, durante o combate, punha em comunicação direta os castelos da popa e da proa. 4 Nos palcos, espaço situado atrás dos bastidores. 5 Assento móvel, com dobradiças, nos teatros. 6 Ruma de tijolos e de diversos outros objetos, que se colocam ordenadamente. 7 Colina pouco elevada que se estende pelos campos.

……….

Um espetáculo teatral, no palco, é um fato verídico, independente de quão ficção for, feito para incomodar ou tirar suspiros da platéia. O ator, é interlocutor dessas fantasias e o foco central; nele estão todas as informações. Neste mesmo ator se faz necessário a verdade para que em poucos metros de distância consiga-se sentir, este é o dever do ator, que sente e sofre a cada espetáculo, a cada riso, a cada aplauso do espectador.

 No teatro a fantasia toma conta das quatro paredes ao redor do proscênio, que toma seu posto de cúmplice a toda a magia que naquele momento, naquelas duas horas de encenação toma-se naquele local, que se não é, aproxima-se a um grande ritual e a quem destina-se a missão de toda essa responsabilidade de envolvimento, unicamente, ao ator.

 O ator, por sua vez, usa de todos seus sentimentos e técnicas para vomitá-las no palco, necessitando inúmeras vezes transpor sua vida pessoal, como expor a mídia todos os seus problemas.

 Por trás do palco, por trás do ator, existe um universo não conhecido ao espectador, no qual usamos do termo “Coxia” a explicar o sentimento de um ator que frustradamente perdeu seu pai assassinado. Com sua vida solitária e uma monotonia explicita, dedica-se a cada encenação para poder reviver os momentos de aplausos de seu pai, sendo na maioria, alucinações e delírios.

 Coxia, além de um curta-metragem, é uma maneira simples, singela, de mostrar a sensibilidade do ator com seus medos e indagações.

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário

Curta-Metragem “COXIA”

Idealizado pela Cia Metrópole [www.ciametropoledeteatro.blogspot.com] desde o início de 2009, o curta-metragem “Coxia” de Adriano Veríssimo, agora será rodado com mais maturidade e força. Com uma equipe de feras, o curta promete atrair muita gente e tirar suspiros.

A primeira reunião no início de Agosto/10 contou com a presença de Emerson Fernandes, Marcelo Bohrer, Mayara Medeiros e Adriano Veríssimo, que além amigos/parceiros, já trabalharam juntos no espetáculo “Os Narcinteputos”.

Com previsão de gravação em Setembro, a pré-produção está a todo o vapor.

COXIA de Adriano Veríssimo
Direção: Emerson Fernandes

[logo mais postaremos maiores informações]

Publicado em Uncategorized | Publicar um comentário